Brenda Ligia-Cinema,TV,Teatro

Minha foto
Brenda Ligia, atriz de cinema, está em "Todas as Cores da Noite" (Pedro Severien), "As Melhores Coisas do Mundo" (Laís Bodanzky), "Sangue Azul" (Lírio Ferreira), "Bruna Surfistinha" (Marcus Baldini), e outros. Atuou nas séries de televisão "A Mulher do Prefeito" (Rede Globo), "Beleza S/A" (GNT), "9mm SP" (Fox), "Somos Um Só" (TV Cultura), diversos comerciais e videoclipes musicais. Também é apresentadora e videomaker (roteiriza, dirige, atua e monta os próprios filmes). Estudou no Teatro Escola Macunaíma/SP; atuou em comédias, musicais, infantis e dramas. É formada em Comunicação Social pela Faculdade Oswaldo Cruz/SP, cursou Ciências Sociais na University of the West Indies (Trinidad & Tobago, Caribe) e Francês em Vevey (Suíça). Estreia em 2017: série de TV "África da Sorte" (TV Brasil) e curta-metragem "Causa Mortis", de Luiz Rodrigues. CONTATO (cinema, televisão e teatro): brenda.ligia@hotmail.com

14 de dezembro de 2013

Fortunato & Justina

"Muito prazer, eu sou a Justina. Mas pode me chamar de Justa". 

Filmagem do longa-metragem "Fortunato & Justina" (estreia nos cinemas: 2014/15). Direção: Reinaldo Pinheiro. Roteiro: Trevisan/ João Silvério Trevisan. Sequência 1 Filmes (SP). 
Brenda Ligia como Justina, no longa "Fortunato & Justina"
Direção: Reinaldo Pinheiro. Roteiro: João Silvério Trevisan

"Representar verdadeiramente significa pensar, lutar, sentir e agir em uníssono com o papel. Adaptar estes processos internos à vida espiritual e física da pessoa que estamos representando é o que se chama viver o papel, de máxima importância no trabalho do ator. Além de abrir caminhos para a inspiração, viver o papel ajuda o artista a atingir um dos seus objetivos principais. Sua tarefa não é simplesmente apresentar a vida exterior do personagem. Deve adaptar suas próprias qualidades humanas à vida dessa outra pessoa, e nela verter, inteira, a sua própria alma. O objetivo fundamental da nossa arte é criar essa vida interior de um espírito humano e dar-lhe expressão em forma artística." Constantin Stanislavski

Nenhum comentário: