Brenda Ligia-Cinema,TV,Teatro

Minha foto
CINEMA: atriz nos longas Dentes (Globo Filmes/2020), Vale Night (FOX/2020), Bruna Surfistinha, Todas as Cores da Noite, Onde Quer Que Você Esteja, As melhores coisas do Mundo, Sangue Azul. TV: séries Hard (HBO/2020), Assédio (Globo), Sob Pressão (Globo), A Mulher do Prefeito (Globo), Beleza S/A (GNT), 9mmSP (FOX/ Netflix), Ninguém Tá Olhando (Netflix), África da Sorte (TV Brasil). Formada no Curso Superior de Comunicação Social (Publicidade e Propaganda) pela Faculdade Oswaldo Cruz (SP); Curso Técnico Profissionalizante de Teatro no Teatro Escola Macunaíma (SP); Superior “Management Studies” na University of the West Indies (Trinidad & Tobago, Caribe); Francês no Ecole-club Migros (Suíça). Prêmio Melhor atriz de Curta no Cine PE 2017 pelo filme “Aqui Jaz” (direção, roteiro, montagem e atuação: Brenda Ligia). Em 2020 dirige telefilme e série pra TV. Também apresentadora, Mestre de Cerimônias, locutora, diretora, poliglota. CONTATO: brenda.ligia@hotmail.com ou atendimento@castinglab.com.br OBRIGADA!

18 de maio de 2020

Websérie poética Papo de Loko (estreia 20/05)

A websérie poética Papo de loko teve a coragem de me convidar pras ideias. Dia 20/05, quarta-feira, faço participação no novo episódio da série, entre os “brabo” Marco Phé e Daniel Minchoni, artistas da melhor qualidade, me arriscando pelos poemas autorais. 
A gravação, no Boteco Pratododia, foi numa era distante, quando poetas andavam sem máscara, inflando vácuo de desejo sóbrio e espantando luto de certeza tola.
O bonde da pesada também tem Luiza Romão (monstra!) e Arthur Moura Campos (my piece of heart…), pense. 
Só se fala em outra coisa: assista Papo de loko, e, se puder, fique em casa.
Câmera: @fabioluiscda
Som: Gustavo Magrão
A Poesia salva!

12 de maio de 2020

Texto Criada Muda, de Brenda Ligia, atinge 235 mil visualizações na Mídia Ninja

A Mídia NINJA publicou o texto CRIADA MUDA, de Brenda Ligia Miguel, e, em pouco tempo, meu vídeo teve quase 235 mil visualizações só no Instagram. Além de centenas de comentários, compartilhamentos, etc. OBRIGADA! 
Brenda Ligia, autora do texto CRIADA MUDA, que tem 235 mil visualizações na Mídia Ninja
A cruel divisão entre Senzala e Casa Grande ainda perdura no Brasil. Até quando?
-Ofereci à Midia Ninja Sp Brazil meu novo curta CONTRASTE, des-homenagem à falsa abolição de 13 de maio. Aguardando... 

11 de maio de 2020

Texto de Brenda Ligia no Blogueiras Negras

Por falar em mãe, a minha adorava bater perna no centro de São Paulo. Eu, criança de uns 6 anos, andava segurando seus dedos gordinhos até o Mappin da Praça Ramos. Meu irmão, descolado, ia solto atrás da gente, misturando-se à multidão apressada. Num desses passeios em família, a polícia teve certeza que meu irmão, suposto trombadinha, estava prestes a assaltar a distraída senhora quase branca, alheia ao perigo que o próprio filho representava à sociedade brasileira. Foi parado para revista; o primeiro baculejo gelou a espinha do moleque de 10 anos. Não sabia que mais tarde, já adolescente, corintiano e negro, teria que provar a outros racistas que morávamos, realmente, no edifício Lugano da Avenida Higienópolis. 
Texto de Brenda Ligia no portal Blogueiras Negras
Voltando aos anos 80, com voz trêmula, meu mano berrou: “manhê!”. Quando mamãe olhou pra trás e viu a cria sendo apalpada pelos gambés, bradou feito leoa ninja. Abriu-se um clarão; o povo curte show de amor explícito. A bolsa da liquidação do Mappin, que carregava presa ao peito, voou rasante rumo aos homens da lei, sob os gritos de “Larga meu filho!” e “Vai prender bandido!”. Os fardados, acuados pela fúria da Dona Marizia (soltava fogo pelas ventas) e cientes da violência cometida, sepultaram as armas como quem pede desculpas e finalmente tiraram as mãos do menor “de família”. Assustada, só chorei por dentro. O povo dispersou. A bichona-leoa Marizão (quem conhece, sabe) se aprumou numa elegância coreografada e, com mãos firmes de mãe forte, nos segurou pelos pulsos (um filho de cada lado). Na volta pra casa, ninguém largou a mão de ninguém e seguimos na cumplicidade silenciosa de uma família tipicamente brasileira. São sempre os nossos que sangram primeiro. 
Texto de Brenda Ligia Miguel, publicado no Blogueiras Negras
Dedico às mães-feras que, para blindar seus rebentos, travam árduas batalhas todos os dias. 

5 de maio de 2020

Concurso de Poesia (França)

Brenda Ligia Miguel apresenta CONFINONS, poema da francesa Marie Bardinat (segunda colocada no concurso de poesia do Ouest France2020). 
🎶 Music Prod. Lee 
“La maison déjà s’éveille
Frémit de contentement
Chaque placard s’émerveille
D’être rangé si souvent
Puis le café se déguste
Et puisqu’on a tout le temps
Le grille-pain on débusque
Pour des toasts évidemment
Un footing dans le jardin
Les oiseaux présents rigolent
On trottine en rond sans fin
Chantant avec son idole
Parfois on se réfugie
Pour retrouver du courage
Seul dans une pièce on prie
Pour que le virus dégage
Sur le net l’humour explose
Des images nous font rire
Balayant l’humeur morose
Nous revoici tout sourire
L’aide aux autres s’organise
On échange nos recettes
Notre ego n’est plus de mise
On partage les emplettes
Par SMS les amis
Échangent de leurs nouvelles
L’écran Skype réunit
Les confinés qui s’appellent
Chaque soir à la fenêtre
On applaudit les soignants
Grâce à eux, à nous peut-être
Adieu le confinement 
Restons tous joyeux chez nous
Chantons, dansons, et dessinons
Inventons des moments doux
Notre vie embellissons”
💔😢🌍

30 de abril de 2020

Criada Muda, texto de Brenda Ligia

CRIADA MUDA - texto de Brenda Ligia
Essa daria uma ótima doméstica 
Civilizada, mucama 
Filha do caos, neta da lama
Sem alergia cáustica, sabe anotar recado
Cor do pecado sustenta o patriarcado
Em quem mandar, ela vota
Patriota, é contra cota 
Seu candidato enfrenta o sindicato
Mas ela diz que adora Monteiro Lobato 
Se assusta, não assanha, depende 
A vida é injusta e quando apanha, entende
Tem chave, senha. Não bota no pau
Subserviência folclórica, resquício colonial
Abaixo o empoderamento; sabe seu lugar
Faxina é seu talento; pérolas são pra sinhá 
Responde “senhora”, aceita escambo 
Dá gosto registrar essa morena jambo 
Mansa, cristã. Repulsa Exu, Iansã 
Engoma, cozinha 
Nunca diploma, ideal pra sinhazinha
Todos os dentes, cavala 
Cheiro de cândida exala 
Mulata, ancas de escravidão
Benefícios da miscigenação
Aceita a sobra, submissa
Janta o que ninguém quis, carniça
Não rouba, não fede, atriz profissa 
Trabalha domingo, não tem família 
Mesmo se xingo, espana a mobília 
Sadia, sotaque rústico 
Criada muda, ouve acústico
Seu mundo numa tela 
16 polegadas, 12 vezes, parcela
Sem vício, mordaça 
Rejeita cachaça, não bufa fumaça 
Mostra todo seu capricho 
Limpando merda de gente ou de bicho
Salve a colonização 
Supletivo é sua única ambição
Sucumbe aos séculos de dominação
Anula seus sonhos, extingue sua pele
Escarra a lambança que a senzala expele 
Servil, lava a mancha de sangue que a História mascara
Escancara a ferida que sempre existiu 
E nunca, nunca sara 
Brenda Ligia 
*27 de abril, dia da empregada doméstica*

Criada Muda, texto de Brenda Ligia
“78% das trabalhadoras domésticas no Brasil são mulheres negras. Esse não pode ser o único lugar e também não pode ser uma profissão hereditária para as mulheres pretas”.
Lázaro Ramos (Na Minha Pele).
Texto, voz e vídeo: Brenda Ligia Miguel
Imagens de diversas trabalhadoras afro-brasileiras em exercício da função; entre elas, as atrizes Brenda Ligia, Cici Antunes e Taty Godoi, do Coletivo Pérola Negra, que continua na luta por uma sociedade igualitária.
O Audiovisual Brasileiro, que é branco, hétero, masculino e elitizado, é um reflexo desta sociedade racista que ainda pensa de maneira escravagista e não enxerga seus privilégios. 
Precisamos contar nossas próprias Histórias, pois nossos passos vem de longe. 
Obrigada,

27 de abril de 2020

Brenda Ligia 2020

Atriz Brenda Ligia por Edson Kumasaka
1. Esta imagem não representa padrão de beleza.
2. Na real, ninguém é assim. 
3. Gente é feita de carne, água e sonho. 
⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️


CONTATO: atendimento@castinglab.com.br/ CastingLab

📸 Foto: Edson Kumasaka

23 de abril de 2020

Série HARD estreia na HBO

Fiz uma participação na nova série exclusiva da HBO: “Hard”, adaptação brasileira de comédia francesa, produzida pela Gullane Entretenimento e protagonizada pela excelente Natalia Lage
As atrizes Natália Lage e Brenda Ligia na série HARD, que estreia 17/05 na HBO
Pra quem tiver o privilégio de tentar relaxar em tempos sombrios de pandemia mundial, garanto boas risadas com humor fino e inteligente. 
HARD tem estreia na TV (canal HBO Brasil) dia 17 de maio, às 23h; minha personagem entra no último episódio (ep. #6) da primeira temporada. 
Iremos ao ar em toda a América Latina! HBO Latinoamérica 
Disponível também na plataforma HBO GO.

Adorei ser dirigida novamente por Rodrigo Meirelles, diretor que admiro desde a série “Beleza S/A” (O2 Filmes) que foi ao ar no Canal GNT
Segue link “Brenda Ligia em Beleza S/A”:


Esperemos a vida voltar a brilhar. ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️