Brenda Ligia-Cinema,TV,Teatro

Minha foto
Brenda Ligia, atriz de cinema, está em "Todas as Cores da Noite" (Pedro Severien), "As Melhores Coisas do Mundo" (Laís Bodanzky), "Sangue Azul" (Lírio Ferreira), "Bruna Surfistinha" (Marcus Baldini), e outros. Atuou nas séries de televisão "A Mulher do Prefeito" (Rede Globo), "Beleza S/A" (GNT), "9mm SP" (Fox), "Somos Um Só" (TV Cultura), diversos comerciais e videoclipes musicais. Também é apresentadora e videomaker (roteiriza, dirige, atua e monta os próprios filmes). Estudou no Teatro Escola Macunaíma/SP; atuou em comédias, musicais, infantis e dramas. É formada em Comunicação Social pela Faculdade Oswaldo Cruz/SP, cursou Ciências Sociais na University of the West Indies (Trinidad & Tobago, Caribe) e Francês em Vevey (Suíça). Estreia em 2017: série de TV "África da Sorte" (TV Brasil) e curta-metragem "Causa Mortis", de Luiz Rodrigues. CONTATO (cinema, televisão e teatro): brenda.ligia@hotmail.com

14 de fevereiro de 2017

Onde Quer Que Você Esteja

Estudando meu novo personagem no longa-metragem "Onde Quer Que Você Esteja", de Bel Bechara e Sandro Serpa (Macondo Filmes), que será filmado durante o mês de março em São Paulo. 
Brenda Ligia estudando roteiro de Onde Quer Que Você Esteja (março/2017)
Aproveitaremos esta oportunidade para passar uma temporada em SP, junto à família e amigos queridos. Daqui a algumas semanas estarei de volta à cidade do meu coração com a expectativa de que brotem novos trabalhos, projetos e parcerias profissionais. 

Precisa de atriz ou apresentadora? Pode me chamar que eu vou. Garanto eficiência, profissionalismo e um sorriso cravado na alma de quem ama o que faz. <3 div="">

Brenda Ligia ATRIZ 2017 - https://vimeo.com/157584338

Brenda Ligia APRESENTADORA 2017 - https://vimeo.com/167322494

19 de janeiro de 2017

"Aqui Jaz", de Brenda Ligia, tem estreia internacional

Aqui Jaz (2017) * curta-metragem de Brenda Ligia Miguel (Mexerica Filmes). Estreia internacional em fevereiro/2017 no iPhone Film Festival, em Beverly Hills (CA, EUA). 

Sinopse: À sombra de uma morte violenta, mulher isolada em apartamento mergulha numa viagem ao seu inconsciente, oscilando entre o pânico e o delírio. 

Roteiro, Direção, Edição e Performance: Brenda Ligia Miguel
Câmera: Marcelo Pinheiro 
Música: Jean-Jacques Lemêtre
"Aqui Jaz" (trailer) from Brenda Ligia on Vimeo.

Aqui Jaz, curta-metragem de Brenda Ligia, tem estreia internacional no iPhone Film Festival (USA)

16 de janeiro de 2017

"África da Sorte" (série/TV)

África da Sorte”, série televisiva da cineasta Renata Pinheiro, co-dirigida por Sérgio Oliveira, prevista para estrear na TV Brasil no primeiro semestre de 2017. 
Atriz Brenda Ligia (Jamelle) em África da Sorte
Jamelle (Brenda Ligia) em África da Sorte
A trama acompanha uma brasileira enviada a um país africano fictício (Aruanda) para trabalhar na campanha publicitária do governo local. Ela fica em um bairro nobre para estrangeiros, enquanto o restante da população sofre com problemas sociais. 
Brenda Ligia - África da Sorte (série)
“Embora brasileira, a jovem negra passa a se sensibilizar com as questões locais e atinge uma consciência da raça negra, o que a torna mais humana", adianta Renata. É um mergulho nas questões da colonização. 
Maquiagem- África da Sorte
As filmagens foram realizadas nas praias de Itamaracá e Itapissuma, litoral norte de Pernambuco, locais onde há fortes núcleos negros. Da protagonista (Mohana Uchôa) aos papéis secundários, boa parte do elenco é negra. A equipe da Aroma Filmes, produtora responsável pelo projeto, teve auxílio de consultores africanos.
Elenco e figuração da série de TV África da Sorte (estreia em 2017)

5 de dezembro de 2016

Tchau, Querida!, sob direção de Wagner Moura

“TCHAU, QUERIDA!”, espetáculo inédito da autora, escritora e roteirista Ana Maria Gonçalves. 
Leitura dramática sob direção de Wagner Moura
Com: Brenda Ligia Miguel, Heloísa Jorge, Fabio Assunção, Geraldo Rodrigues, Jorge Cerruti, Olívia Araújo e Teca Pereira. 
Balada Literária 2016 - Novembro - Auditório Ibirapuera - Oscar Niemeyer, São Paulo

Brenda Ligia e Wagner Moura
Agradeço ao diretor Wagner Moura, fonte de inspiração e confiança, pelas excelentes ideias úteis; agradeço à autora Ana Maria Gonçalves, meu amor de prima, pelo seu talento em escrever, com alma, razão e coração, para nós e por nós; agradeço ao escritor Marcelino Freire, pela poesia de ser um artista sempre em prol da cultura. 
Agradeço à luz impecável de Felipe Hirsch, o grande; à precisão sábia de Barbara Harrington, que nos conduz com suavidade; à trilha musical de Ze Nigro, às projeções de Giuliano VJ Scan, à câmera viva de Chu, à atenção de Tânia Reis, Jarbas Galhardo, Débora Aoni. Agradeço ao acolhimento do Espaço B-Arco e do Auditório Ibirapuera/SP. 





Leitura dramática de "Tchau, Querida!", sob direção de Wagner Moura

Debate após a leitura dramática de "Tchau, Querida!".

E agradeço, principalmente, a oportunidade de dividir o palco, a alma e a vida, em momento único, com meus parceiros de trabalho: as excelentes atrizes Teca Pereira, Heloisa Jorge e Olivia Araújo (é amor!), e aos grandes atores Geraldo Rodrigues, Jorge Cerruti, e Fábio Assunção (brilham!).

De coração, muito obrigada a cada um de vocês. Foi um prazer imenso. 
Debate após a leitura dramática

Fabio Assunção e Brenda Ligia em cena

<3 div="">

“A montagem trata das relações interpessoais e do poder da narrativa na construção de histórias, tendo como pano de fundo questões históricas, políticas e sociais. Não é uma peça sobre política, mas sobre relações que, de uma forma ou de outra, são tocadas por decisões políticas que nem sempre os personagens afetados têm poder ou controle sobre”, explica Ana Maria Gonçalves. “Ela se passa dentro desse contexto brasileiro de mascarar ou esconder algumas coisas, como foi o caso da ditadura e da escravidão, e suas consequências para a pós-abolição, e de ninguém assumir o que aconteceu”.
Equipe e elenco da leitura dramática de "Tchau, Querida!", sob direção de Wagner Moura

fotos: Mario Miranda Filho, Clecinara Miguel, Kleber Miguel, Marcelo Pinheiro, Priscila Mello, Auditório Ibiraquera, etc.

25 de novembro de 2016

"Tchau, Querida!"

Wagner Moura, Fábio Assunção e Brenda Ligia durante ensaio
Tentando agir com naturalidade enquanto sou dirigida pelo genial Wagner Moura, na leitura dramática do espetáculo inédito "Tchau, querida!", da sempre brilhante prima escritora, roteirista, e dramaturga Ana Maria Gonçalves. Como se não bastasse, o generoso Fabio Assunção é um dos meus parceiros de cena. 

Evento imperdível e gratuito da Balada Literária 2016 (dá-lhe, Marcelino Freire!): é só neste sábado, 26 de novembro, às 15h, no Auditório Ibirapuera - Oscar Niemeyer, em São Paulo. Os ingressos devem ser retirados no local com uma hora de antecedência (limite de dois ingressos por pessoa). Cheguem cedo, pois no auditório "só" cabem umas 900 pessoas… ah! Pense num presente de Natal antecipado! Na sequência, haverá um bate-papo com a autora, o diretor e o elenco. 


TCHAU, QUERIDA!
De: Ana Maria Gonçalves
Direção: Wagner Moura 
Com: Brenda Ligia Miguel, Heloísa Jorge, Fabio Assunção, Geraldo Rodrigues, Jorge Cerruti, Olívia Araújo e Teca Pereira. 
Sábado, 26 de novembro, às 15h, no Auditório Ibirapuera, São Paulo. 
Grátis!


"A montagem trata das relações interpessoais e do poder da narrativa na construção de histórias, tendo como pano de fundo questões históricas, políticas e sociais. Não é uma peça sobre política, mas sobre relações que, de uma forma ou de outra, são tocadas por decisões políticas que nem sempre os personagens afetados têm poder ou controle sobre”, explica Ana Maria Gonçalves. “Ela se passa dentro desse contexto brasileiro de mascarar ou esconder algumas coisas, como foi o caso da ditadura e da escravidão, e suas consequências para a pós-abolição, e de ninguém assumir o que aconteceu. Todas as 4 atrizes são negras, algo não muito comum na dramaturgia brasileira, nem nos palcos, nem no cinema, nem na televisão”, explica. “Faço questão que os papéis femininos sejam de mulheres negras, cujas vozes têm sido menos, ou nada ouvidas durante toda a nossa história”, diz. “Eu não vejo um grande futuro para o Brasil se essas vozes não forem chamadas para o centro da discussão de um novo projeto de país, mais inclusivo. Os que estiveram e ainda estão aí no poder, se revezando dentro de um mesmo perfil, já tiveram séculos para se provar incompetentes”, afirma a autora.

21 de outubro de 2016

"Aqui Jaz", de Brenda Ligia, selecionado para festival americano

"AQUI JAZ", curta-metragem de Brenda Ligia, foi selecionado para o iPhone Film Festival que acontece em fevereiro de 2017 na California, Estados Unidos.


Roteiro, direção, edição e atuação: Brenda Ligia Miguel.
Imagens: Marcelo Pinheiro.
Música: Jean-Jacques Lemêtre.


Estreia internacional: Fevereiro de 2017
(Beverly Hills, CA, USA). 


Sinopse: Mulher enlutada se fecha na solidão de um apartamento. Entre o pânico e o delírio, mergulha nas profundezas de seu inconsciente, revisitando um trauma em carne viva.

AQUI JAZ na plataforma FilmFreeWay

20 de outubro de 2016

Todas as Cores da Noite na televisão

Gravando entrevista para o programa Sessão de Cinema Pernambucano: o bate-papo sobre cinema vai ao ar no sábado, 22 de outubro, às 21:30h, na TVU Recife (canal #11). 
Atriz Brenda Ligia, de Todas as Cores da Noite, entrevistada no programa Sessão de Cinema Pernambucano, da TVU
Vai ser a primeira exibição pública na televisão do nosso longa-metragem Todas as cores da noite / All the colors of the night, do premiado cineasta Pedro Severien
Aproveite: a TVU é pública e é nossa… assista! Faça pipoca, chame os amigos e tenha uma boa sessão. :-)

Todas as cores da noite / All the colors of the night
Sábado, 22 de outubro, 21:30h (atenção para o horário de verão!)
Duração do filme: 1h11m
Com: Sabrina Greve, Brenda Ligia, Sandra Possani, Giovanna Simões, Romulo Braga

Não perca! 
*streaming online: http://www.ntvru.ufpe.br/index.php… )

12 de agosto de 2016

Todas as Cores da Noite em mais um Festival de Cinema

Hoje, quinta-feira, 11 de agosto, às 20h, tem exibição do nosso filme Todas as cores da noite / All the colors of the night, de Pedro Severien, no 9º Festival De Cinema De Triunfo. Estamos entre os cinco selecionados para a mostra competitiva de Longa-metragem Nacional do Festival, que, este ano, exibe trinta e três obras de onze estados brasileiros. 
Evoé!
  
Todas as cores da noite / All the colors of the night, longa- metragem de Pedro Severien. 

Matéria sobre o filme na SLUG Mag

"What Todas as cores da noite / All the colors of the night masters in its narrative is in what it avoids and keeps unknown, engaging the audience in this mystery. Is this a result of madness, is there something Iris isn’t admitting, or was it actually just an accident? Regardless of the cessation of life, death does not erase the living memory of a person, and this distortion of reality weaves in unexpected waves as we follow theatrical monologues from women who deal with loss in various ways".

ELENCO: Sabrina Greve, Brenda Ligia, Sandra Possani, Giovanna Simões e Romulo Braga.

Exibido também na Mostra Internacional de Cinema / São Paulo International Film Festival (2015), no Festival de Cinema de Atlanta, no Janela Internacional de Cinema do Recife, na Mostra do Filme Livre (circuito São Paulo/ Rio de Janeiro/ Belo Horizonte/ Brasília 2016), no Festival De Cinema De Triunfo 2016...


+sobre atriz Brenda Ligia (cinema, tv, teatro): https://vimeo.com/157584338

7 de agosto de 2016

Mulheres no Audiovisual


Atriz Brenda Ligia durante gravação
com o Movimento "Mulheres no Audiovisual PE"
Esta semana tive a oportunidade de trabalhar com o Movimento Mulheres no Audiovisual PE, cujo brilhante trabalho vem inspirando gente e ajudando na mudança deste mundo machista. Todo o respeito e admiração por estas Mulheres gigantes, com quem aprendo todos os dias!

Foi minha primeira vez num set exclusivamente feminino (e feminista); nossa luta numa sintonia tão única e linda! Agradeço por atuar em mais um filme do Movimento, rodeada por essa força (talento e ativismo) que nos une. Obrigada ao Ateliê Produções
Resultado? Nosso filme terá exibição segunda-feira, 08 de agosto, às 19h, no Cinema São Luiz (Recife), na "Sessão Especial: 10 anos da Lei Maria da Penha". 

Um set exclusivamente feminino
O evento, gratuito, propõe o debate sobre a atual conjuntura através de filmes que abordam a temática da violência contra a mulher, sendo um espaço de encontro para realizadoras, militantes e público. 
O congresso brasileiro está votando mudanças na lei Maria da Penha sem o amplo debate e escuta com a sociedade e movimento de mulheres. Após 10 anos de muitas conquistas e lutas, a lei está sofrendo um golpe institucional. Não nos calaremos!



VAMOS NESSA?

Onde: Cinema São Luiz (Recife)
Quando: 08 de agosto, segunda-feira.
Hora: 19h.
Entrada: gratuita.
Exibição dos curta-metragens:
-"Quem Matou Eloá?" de Lívia Perez,
-E lançamento de nova produção do Mulheres no Audiovisual PE (com Brenda Ligia).
MULHERES NO AUDIOVISUAL PE: Tábata de Moraes, Laíse Queiroz, 
Juliana Lima, Andrea Ferraz, Brenda Ligia, Bruna Leite, 
Silvia Góes, Migli, Cecília da Fonte e Maria Cardozo. 

MULHERES NO AUDIOVISUAL PE: Tábata de Moraes, Laíse Queiroz, Juliana Lima, Andrea Ferraz, Brenda Ligia, Bruna Leite, Silvia, Migli, Cecília da Fonte e Maria Cardozo (agachadas). 

*Maria da Penha, que deu origem à lei número 11.340, foi vítima de violência doméstica durante 23 anos de casamento. Em 1983, seu marido, o professor Marco Antonio Viveros, tentou matá-la duas vezes. Na primeira vez, ele simulou um assalto e atirou na mulher enquanto ela estava deitada, de costas. Maria da Penha sobreviveu, mas ficou paraplégica. Na segunda tentativa de homicídio, o homem tentou eletrocutá-la durante o banho, imagina. Ela sobreviveu, mas tantas outras não conseguem... por isso, mexeu com uma, mexeu com todas!

28 de julho de 2016

Exposição DELEITE

Todos estão convidados para a abertura da Exposição Deleite, da fotógrafa Deborah Ghelman/ Deborah Ghelman Fotografia, que, nesta SMAM-Semana Mundial do aleitamento Materno, ressalta a importância da naturalização da prática em espaços públicos e os inúmeros benefícios da lactação para mães e bebês. 
Quando: 1 a 7 de agosto de 2016 
Onde: Shopping Plaza, Casa Forte, Recife, PE, Brasil
(Abertura: 01 de agosto, segunda-feira, das 19h às 21h)

Vamos nessa?

:-) 

“A Organização Mundial da Saúde e o Ministério da Saúde do Brasil, em associação com a UNICEF, empreende um esforço mundial no sentido de proteger, promover e apoiar o aleitamento materno:
-Os bebês devem receber aleitamento materno exclusivo até os 6 meses de idade. 
-A partir dos 6 meses, todas as crianças devem receber alimentos complementares e devem continuar sendo amamentadas, pelo menos, até completarem 2 anos de idade.”

<3 div="" nbsp="">

“Amamentar mesmo depois do primeiro aniversário do bebê era um hábito comum no mundo antes da invenção dos leites especiais e fórmulas infantis, e em algumas culturas continua sendo natural. Embora a criança já esteja obtendo a maioria dos nutrientes de que precisa através da comida, o leite materno ainda proporciona uma boa quantidade de calorias, vitaminas, enzimas e substâncias que elevam a imunidade. 
Estudos mostram que crianças de mais de 1 ano que mamam no peito ficam doentes com menos frequência que as que não são amamentadas. A proximidade entre mãe e filho no momento da amamentação ajuda a conquistar uma maior independência, à medida em que o bebê se sente mais seguro de si, em termos emocionais”. 
Fonte: BabyCenter

****

“Dados da UNICEF Brasil mostram que, no segundo ano de vida, 500 ml de leite materno fornece 95% das necessidades de vitamina C, 45% das de vitamina A, 38% das de proteína e 31% do total de energia de que uma criança precisa diariamente. Apesar de poucos estudos mostrarem os aspectos emocionais da amamentação continuada em comparação com o desmame precoce, existem artigos que referem que crianças amamentadas têm maiores índices de inteligência e maiores chances de serem adultos mais seguros”. 

13 de julho de 2016

Você pode ser FELIZ

"Você pode ser feliz!" 
Mexerica Filmes orgulhosamente apresenta "Ah!".
Direção: Brenda Ligia.
Música: Ah!
Banda: os poETs (Alexandre Brito, Ricardo Silvestrin, Ronald Augusto).
Fotografia: Marcelo Pinheiro.
ASSISTA!

22 de junho de 2016

Hoje eu morri mais um pouco (ONU Brasil)

"Hoje eu morri mais um pouco" para O Valente não é Violento, uma iniciativa da ONU Brasil que enfatiza a responsabilidade dos homens para acabar com a violência contra as mulheres. 
Criação, produção e direção: Bárbara Cunha. Edição: Camila Valença e Brenda Ligia

21 de junho de 2016

"Repórter Paulista" no ar na TV

Repórter Paulista, com Brenda Ligia 
"Repórter Paulista" (campanha no ar na TV). 
Apresentadora: Brenda Ligia Miguel
Direção: Marcelo Guimarães 



Apresentadora Brenda Ligia - "Repórter Paulista"
Apresentadora Brenda Ligia

20 de junho de 2016

Todas as Cores da Noite em mais um Festival de Cinema

Nosso filme "Todas as cores da noite / All the colors of the night", de Pedro Severien (com Sabrina Greve, Brenda Ligia & grande elenco), está entre os cinco longas selecionados para a Mostra Competitiva de Longa-Metragem Nacional do 9º Festival De Cinema De Triunfo 2016, que acontece de 8 a 13 de agosto. 
Foram recebidas 375 inscrições de filmes, e os selecionados para a competição (representando 11 Estados brasileiros) concorrerão a R$26 mil reais em prêmios. :-)

Em breve, a programação completa… 



24 de maio de 2016

Apresentadora Brenda Ligia (2016)

Brenda Ligia Miguel - apresentadora e atriz (2016). Trechos de alguns trabalhos como apresentadora: 
-campanha "Câncer de Mama - Mulheres de peito"/ Governo do Estado de São Paulo - atualmente está no ar na TV (direção: Marcelo Guimarães)
-campanha "Desafio Minas"/ Governo do Estado de Minas Gerais (direção: Pablo Nobel/ Sergio Mastrocola); 
-campanha de combate ao trabalho infantil/ Ministério Público do Trabalho(direção: Marcelo Pinheiro); 
-campanha de combate à violência contra a mulher (direção: Mirian Ribeiro); 
-campanha eleitoral presidencial (dir. Rubens Crispim Jr./ Pablo Nobel)
Entre outros...
-governo de Sergipe/ direção: Wagner Mazzega
-prefeitura de São Bernardo do Campo/ direção: Carmine Bagnato
-eleitoral da prefeitura do Recife/ direção: Ana Cal


CONTATO: brenda.ligia@hotmail.com 

Muito obrigada pela atenção. 

16 de maio de 2016

Diva premiado em festival de cinema

Nosso DIVA - Curta Metragem recebeu o prêmio de MELHOR FILME pelo júri popular no Cine Pe 2016!!!
Exibição de Diva, com Brenda Ligia Miguel, no Cinema São Luiz (Cine PE 2016)

Brenda Ligia em "Diva"
Coletiva de imprensa:
atriz Brenda Ligia e diretor Luiz Rodrigues Jr


"Diva", de Luiz Rodrigues Jr, com Brenda Ligia Miguel
MELHOR FILME pelo júri popular do Cine PE 2016

5 de maio de 2016

DIVA no Cine PE

"Diva" no Festival de Cinema CinePE.
Com: Brenda Ligia Miguel
Depois de ter passado por 6 festivais no Brasil e no mundo, nosso DIVA - Curta Metragem (direção: LRodrigues Junior, com: Brenda Ligia Miguel) será exibido no festival Cine Pe! Vai ser sábado, dia 07 de maio, às 19:30h, no majestoso Cinema São Luiz, Recife. 

3 de maio de 2016

Campanha no Estado de São Paulo

Brenda Ligia apresenta "Repórter Paulista" (TV1/SP)
Nesse novo trabalho, encontrei profissionais de alta competência que encontram diversão também na execução do ofício. São pessoas generosas com quem dividi momentos nos quais a adrenalina movia nossa vontade de fazer acontecer, apesar das adversidades. "A luz caiu", dizia o fotógrafo. Então, nossa equipe aproveitava a espera para simplesmente apreciar a companhia um do outro, trocando impressões de vida e visões de mundo costuradas por assuntos hilário-aleatórios, enquanto nuvens se dissipavam para revelar o sol tímido de dias frios de outono paulista (triviais atravancos de qualquer gravação audiovisual). 
E, conhecendo o "Mulheres de Peito - Oficial", recebi uma lição de vida ao mergulhar no mundo das mulheres fortes que lutam contra o câncer da mama; uma doença que, felizmente, se detectada precocemente, tem quase 100% de chances de cura. Mas, quando ignorada, mata silenciosamente. Por isso, mulheres, toquem-se e façam os exames preventivos, que podem salvar nossas vidas! 

"Pra mim, a notícia do câncer não foi uma sentença de morte, mas uma sentença de vida".