Brenda Ligia-Cinema,TV,Teatro

Minha foto
Brenda Ligia: prêmio de Melhor Atriz no festival Cine PE 2017 (Mostra Curtas PE). Estreias em 2017: “Onde Quer Que Você Esteja” (longa da Macondo Filmes/SP); “Causa Mortis” (curta da LRJ Filmes/PE), “Sob Pressão” (série da Rede Globo/ direção: Andrucha Waddington) e “África da Sorte” (série da TV Brasil/direção: Renata Pinheiro). Brenda está nos longas "Todas as Cores da Noite" (Pedro Severien), "As Melhores Coisas do Mundo" (Laís Bodanzky), "Sangue Azul" (Lírio Ferreira), "Bruna Surfistinha" (Marcus Baldini). Atuou nas séries de televisão "A Mulher do Prefeito" (Rede Globo), "Beleza S/A" (GNT), "9mm SP" (Fox), "Somos Um Só" (TV Cultura). Também é apresentadora e videomaker. Protagonizou comerciais e videoclipes musicais. Estudou no Teatro Escola Macunaíma/SP; atuou em comédias, musicais, infantis e dramas. Foi dirigida por Wagner Moura na leitura dramática do espetáculo “Tchau, Querida!”. É formada em Comunicação Social pela Faculdade Oswaldo Cruz/SP, cursou Ciências Sociais na University of the West Indies (Trinidad & Tobago, Caribe) e Francês em Vevey (Suíça). CONTATO: brenda.ligia@hotmail.com

10 de julho de 2014

Meu coração de pedra-pomes

Meu Coração de Pedra-Pomes (Juliana Frank).
Mudando de pato pra ganso (não os jogadores, mas a expressão): você sabe o que é trabalhar todos os dias esfregando a imundície do chão de um hospital? E ser considerada louca por Deus e o mundo, vivendo sua própria realidade inventada? Prestando serviços escusos aos pacientes, fazendo macumba nas horas vagas, sonhando com um amor de mentira e colecionando coisas bizarras?

Então… a personagem deste livro, "Meu coração de pedra-pomes", sabe. Foi criada por esta jovem moça escritora, Juliana Frank, que incomoda muita gente com sua escrita ousada e original. Eu gosto. Indico. Parabéns, Juliana… mexeu comigo, entre gargalhadas e repulsas, entrei na sua loucura sã. Obrigada!
Agora, voltemos às notícias da Copa.

"É triste quando temos nossa própria vida pra cuidar e perdemos a dos outros". (pág. 60)

Nenhum comentário: