Brenda Ligia-Cinema,TV,Teatro

Minha foto
Brenda Ligia: prêmio de Melhor Atriz no festival Cine PE 2017 (Mostra Curtas PE). Estreias em 2017: “Onde Quer Que Você Esteja” (longa da Macondo Filmes/SP); “Causa Mortis” (curta da LRJ Filmes/PE), “Sob Pressão” (série da Rede Globo/ direção: Andrucha Waddington) e “África da Sorte” (série da TV Brasil/direção: Renata Pinheiro). Brenda está nos longas "Todas as Cores da Noite" (Pedro Severien), "As Melhores Coisas do Mundo" (Laís Bodanzky), "Sangue Azul" (Lírio Ferreira), "Bruna Surfistinha" (Marcus Baldini). Atuou nas séries de televisão "A Mulher do Prefeito" (Rede Globo), "Beleza S/A" (GNT), "9mm SP" (Fox), "Somos Um Só" (TV Cultura). Também é apresentadora e videomaker. Protagonizou comerciais e videoclipes musicais. Estudou no Teatro Escola Macunaíma/SP; atuou em comédias, musicais, infantis e dramas. Foi dirigida por Wagner Moura na leitura dramática do espetáculo “Tchau, Querida!”. É formada em Comunicação Social pela Faculdade Oswaldo Cruz/SP, cursou Ciências Sociais na University of the West Indies (Trinidad & Tobago, Caribe) e Francês em Vevey (Suíça). CONTATO: brenda.ligia@hotmail.com

19 de julho de 2014

Apenas um momento

Hoje é dia de pegar resultado de ultrassom no laboratório: justo sexta, o pior trânsito. Aí resolvi contratar um motoboy, que veio rápido, apressado. O jovem rapaz, negro franzino, tirou o capacete, pegou os dados todos, e, quando cruzava o portão do prédio para seguir seu destino, falei:
“Ó, lá fecha às 18h, mas, se não der tempo, não precisa ficar aperreado, desesperado, correndo feito doido nessa moto, tá?”
Ele, estático, ouvia.
“Sua vida vale muito mais que '30 reais ida e volta', rapaz... não se esqueça disto”.
Percebi que seus olhos, úmidos, voaram longe, perdidos n’alguma lembrança. Com voz embargada, respondeu:
“Dona Brenda, 'vou te contar uma coisa' pra senhora... se minha mãe perder dois filhos em uma semana, ela é que morre”.

Silêncio.
Vazio.
Começou a chover.
Virou as costas e saiu carregando sua história e suas dores no baú da empresa.
E eu, aqui, envolta na minha felicidade fácil... sei que não faltam lágrimas pras grandes tragédias do mundo, mas... AH!, as individuais também me tocam tão fundo!

Nenhum comentário: