Brenda Ligia-Cinema,TV,Teatro

Minha foto
Brenda Ligia: prêmio de Melhor Atriz no festival CinePE 2017. Estreias: “Onde Quer Que Você Esteja” (longa/ Macondo Filmes SP); “Causa Mortis” (curta/ LRJ Filmes), “África da Sorte” (série/ TV Brasil), “15 Segundos” (longa/ prod.: Antonio Fagundes). Brenda está nos longas “Todas as Cores da Noite” (Pedro Severien), “As Melhores Coisas do Mundo” (Laís Bodanzky), “Sangue Azul” (Lírio Ferreira), “Bruna Surfistinha” (Marcus Baldini). Atuou nas séries de televisão “Sob Pressão” (Rede Globo), “A Mulher do Prefeito” (Rede Globo), “Beleza S/A” (GNT), “9mmSP” (Fox), “Somos Um Só” (TV Cultura). Formada em Comunicação Social na Faculdade Oswaldo Cruz/ SP. Cursou Técnico Profissionalizante em Teatro no Teatro Escola Macunaíma/SP. Em Teatro, foi dirigida por Wagner Moura na leitura dramática do espetáculo “Tchau, Querida”. Cursou Ciências Sociais na University of the West Indies (Trinidad & Tobago, Caribe) e Francês em Vevey (Suíça). Idiomas: Português, Inglês, Francês. Publicidade: Vivo, Santander, Sebrae, Coca-Cola, Mc Donald’s, Nossa Caixa, Nestlé, Nextel. Também APRESENTADORA e videomaker. CONTATO: brenda.ligia@hotmail.com

12 de abril de 2014

Big Jato

"Viver é fugir do claro pro escuro e do escuro pro claro" (Big Jato)

Acabei de ler o livro "Big Jato", do caro amigo Xico Sá (o Francisco Reginaldo), e recomendo com todas as minhas forças! 

Em sua biografia ficcional, a visão de mundo da criança que se transforma em homem num universo bruto, mas terno, revela seus anseios e medos, dores e tragédias, oscilando entre a prosa da vida real e a poesia da sua essência. Que dom divino o de extrair humor do drama familiar! 
Big Jato, de Xico Sá (Cia das Letras)

Xico brinca com as palavras, ideias e tabus como uma criança envolta em sua vivência particular, recriando histórias únicas adoçadas com pitadas de fantasia e realidade crua. Me levou para um rancho onírico, parado no tempo, onde o sol racha o cocuruto da gente e a catinga castiga a cachola da massa. 
Francisco, cabra bom, agradeço (de coração) por compartilhar suas memórias afetivas que se cravaram em mim durante o mergulho sem volta ao seu repertório lúdico. Pela amizade autêntica e sensível de longa data (de longe, hoje e sempre), obrigada. Parabéns pelo brilhante livro! Aguardemos continuação?

*E em breve, "Big Jato" vira filme pelas mãos do amigo-mago Cláudio Assis, o cineasta "monstro" do cinema nacional. É sucesso garantido! 


Nenhum comentário: