Brenda Ligia-Cinema,TV,Teatro

Minha foto
Brenda Ligia: prêmio de Melhor Atriz no festival Cine PE 2017 (Mostra Curtas PE). Estreias em 2017: “Onde Quer Que Você Esteja” (longa da Macondo Filmes/SP); “Causa Mortis” (curta da LRJ Filmes/PE), “Sob Pressão” (série da Rede Globo/ direção: Andrucha Waddington) e “África da Sorte” (série da TV Brasil/direção: Renata Pinheiro). Brenda está nos longas "Todas as Cores da Noite" (Pedro Severien), "As Melhores Coisas do Mundo" (Laís Bodanzky), "Sangue Azul" (Lírio Ferreira), "Bruna Surfistinha" (Marcus Baldini). Atuou nas séries de televisão "A Mulher do Prefeito" (Rede Globo), "Beleza S/A" (GNT), "9mm SP" (Fox), "Somos Um Só" (TV Cultura). Também é apresentadora e videomaker. Protagonizou comerciais e videoclipes musicais. Estudou no Teatro Escola Macunaíma/SP; atuou em comédias, musicais, infantis e dramas. Foi dirigida por Wagner Moura na leitura dramática do espetáculo “Tchau, Querida!”. É formada em Comunicação Social pela Faculdade Oswaldo Cruz/SP, cursou Ciências Sociais na University of the West Indies (Trinidad & Tobago, Caribe) e Francês em Vevey (Suíça). CONTATO: brenda.ligia@hotmail.com

15 de abril de 2013

Mais Cultura!

Há 3 anos, desde que vim morar no Recife, tenho testemunhado uma efervescência cultural exemplar: destacam-se as produções cinematográficas, o cenário musical, as montagens teatrais... Esta semana começo o curso "Teatro, Cena e Crítica", ministrado por Fátima Saadi (dramaturga, mestre e doutora), juntamente com o seminário "Nelson Rodrigues: Texto e Cena", com palestrantes renomados como Antonio Cadengue (meu caro diretor de teatro com quem ensaio o espetáculo "As Confrarias", de Jorge Andrade/ estreia em junho: tcham tcham tcham tcham!). Estudar é sempre um presente: uma oportunidade de andar pelo bom caminho, absorver conhecimento e fertilizar a mente, a alma, e tudo o que inspira vida. Meus agradecimentos a Rudimar Constâncio (pois sem ele, isso não seria possível); e ao eterno Nelson Rodrigues, o maior dramaturgo que já existiu. 
Nelson Rodrigues: Texto e Cena (Teatro Marco Camarotti, Recife)

Nenhum comentário: