Brenda Ligia-Cinema,TV,Teatro

Minha foto
Brenda Ligia, atriz de cinema, está em "Todas as Cores da Noite" (Pedro Severien), "As Melhores Coisas do Mundo" (Laís Bodanzky), "Sangue Azul" (Lírio Ferreira), "Bruna Surfistinha" (Marcus Baldini), e outros. Atuou nas séries de televisão "A Mulher do Prefeito" (Rede Globo), "Beleza S/A" (GNT), "9mm SP" (Fox), "Somos Um Só" (TV Cultura), diversos comerciais e videoclipes musicais. Também é apresentadora e videomaker (roteiriza, dirige, atua e monta os próprios filmes). Estudou no Teatro Escola Macunaíma/SP; atuou em comédias, musicais, infantis e dramas. É formada em Comunicação Social pela Faculdade Oswaldo Cruz/SP, cursou Ciências Sociais na University of the West Indies (Trinidad & Tobago, Caribe) e Francês em Vevey (Suíça). Estreia em 2017: série de TV "África da Sorte" (TV Brasil) e curta-metragem "Causa Mortis", de Luiz Rodrigues. CONTATO (cinema, televisão e teatro): brenda.ligia@hotmail.com

11 de março de 2014

As Confrarias em DVD

Fechando este importante ciclo, ficaram prontos os DVDs do espetáculo As Confrarias, sob direção do diretor Marcelo Pinheiro (Ateliê Produções). 
Encenador: Antonio Cadengue

As Confrarias em DVD- direção: Marcelo Pinheiro (Ateliê Produções)
Escrito por Jorge Andrade, um dos maiores dramaturgos brasileiros, o texto inédito no Brasil teve estreia em junho de 2013, com temporada no Teatro Barreto Júnior. Em setembro, participamos da Mostra de Artes Aldeia Yapoatan/Sesc, no Teatro Luiz Mendonça (Parque Dona Lindu). Em novembro, viajamos pelo Palco Giratório/ Aldeia Olho D'Água dos Bredos, no Sesc arcoverde. Selecionados para o Festival Recife do Teatro Nacional, tivemos apresentações na capital em dezembro passado. E, com chave de ouro, abrimos os trabalhos em 2014 no Festival Internacional de Artes Cênicas Janeiro De Grandes Espetáculos


Ambientada nos fins do século XVIII, em meio aos embates da Inconfidência Mineira, "As Confrarias" esboça a estrutura da sociedade colonial abordando um tema recorrente na dramaturgia de Jorge Andrade: a morte sem sepultura. O espetáculo conta a história de Marta (Lúcia Machado/ Nilza Lisboa), uma mãe que carrega o corpo do filho morto por suspeita de conspiração, em busca de solo sagrado para enterrá-lo. Em sua missão, tem a ajuda da cortesã Quitéria (Brenda Ligia), amante do seu filho José (Roberto Brandão), com quem percorre as sedes de quatro Confrarias, estabelecendo um jogo que desmascara os interesses econômicos, preconceitos, ressentimentos, ódios e ambições por trás das instituições religiosas.

Nenhum comentário: