Brenda Ligia-Cinema,TV,Teatro

Minha foto
Brenda Ligia, atriz. Em 2018 estreia na série “Assédio” (Rede Globo), “África da Sorte” (TV Brasil), “Onde quer que você esteja” (longa), “Flores do Cárcere” (longa), “15 segundos” (longa), “Causa Mortis” (curta). Formada na Faculdade de Comunicação Social; curso técnico profissionalizante de Teatro (SP); curso superior na University of the West Indies (Trinidad & Tobago). 6 séries de TV (“Sob Pressão”/ Rede Globo; “A Mulher do Prefeito”/ Rede Globo); em cinema, 7 longas (“As Melhores Coisas do Mundo”/ Laís Bodanzky; “Bruna Surfistinha”); 10 curtas; 9 espetáculos teatrais; 10 campanhas (como apresentadora); 15 comerciais (publicidade, institucionais) e 8 videoclipes. Inglês fluente, francês avançado. Também diretora, roteirista e montadora de 5 curtas: “Aqui Jaz” (prêmio ‘melhor atriz de curta’ p/ Brenda Ligia no CinePE 2017), “Rabutaia”, entre outros. Contato: brenda.ligia@hotmail.com

9 de janeiro de 2010

A Sala Fantasma

No interior de Minas Gerais (e de outros tantos lugares), é comum existir, em casa, um cômodo só para receber visitas. Só que, visita boa mesmo, sempre prefere ficar na cozinha (atire a primeira pedra quem não tiver um pé na cozinha). Por isso apelidei este cômodo de "Sala Fantasma", carinhosamente.

Um sucesso arquitetônico. Paredes verdes, tapete felpudo, cristaleira espelhada, lustre colorido-reluzente.. imagine quanto brilho. Tem um sofá que é branco por dentro e marrom por fora, por causa da capa que minha mãe usa para cobri-lo. "Sofá branco não combina com criança", explica a vovó, dona da casa. Claro, pois Sala Fantasma que se preze tem que ser na Casa da Vovó, obrigatoriamente.

O mais alto grau de funcionalidade da Sala Fantasma vem em datas comemorativas, tais como aniversários. Ontem, por exemplo: aniversário do meu irmão Arthur Eustáquio. O local ideal para uma festa surpresa? A Sala Fantasma, BINGO! Na última década, toda e qualquer festa surpresa vem sendo oferecida aos membros da família ali. Na doce e terna Sala Fantasma. Aquele brilho no olhar das crianças (sobrinhos) quando ouvem o portão da garagem se abrindo... ele vem chegando: silêncio!

Quando tem muita gente escondida no escuro e o aniversariante se aproxima, o silêncio torna-se mais difícil que sobreviver com salário mínimo. Então acontece o "fenômeno do SHHHH": um diz "SHHH" para encobrir o "SHHH" de outra pessoa, e começa uma cadeia de "shhh's" cada vez mais altos, que culmina no "parabéns pra você", com a entrada do sujeito. PRONTO!

Monólogo interno do cabra a caminho da Sala Fantasma:
"Hoje é meu aniversário e ninguém da minha família me ligou. Fui chamado à Sala Fantasma. Opa, escuto um zum zum zum, falação contida e sussurros. Agora ouço um SHHHH. E outro SHHHH ainda mais alto. Acho que a Sala Fantasma é realmente mal-assombrada... pois não haveria de ser uma festa surpresa pra mim!"

Por trás de cada festa surpresa existe a obrigação implícita do aniversariante de agir como se jamais tivesse imaginado o que poderia acontecer. Aja como se o improvável absoluto tivesse acontecido. Pra isso servem as surpresas. E os organizadores agradecem. Na Sala Fantasma ou não.

Nenhum comentário: