Brenda Ligia-Cinema,TV,Teatro

Minha foto
Brenda Ligia, atriz. Em 2018 estreia na série “Assédio” (Rede Globo), “África da Sorte” (TV Brasil), “Onde quer que você esteja” (longa), “Flores do Cárcere” (longa), “15 segundos” (longa), “Causa Mortis” (curta). Formada na Faculdade de Comunicação Social; curso técnico profissionalizante de Teatro (SP); curso superior na University of the West Indies (Trinidad & Tobago). 6 séries de TV (“Sob Pressão”/ Rede Globo; “A Mulher do Prefeito”/ Rede Globo); em cinema, 7 longas (“As Melhores Coisas do Mundo”/ Laís Bodanzky; “Bruna Surfistinha”); 10 curtas; 9 espetáculos teatrais; 10 campanhas (como apresentadora); 15 comerciais (publicidade, institucionais) e 8 videoclipes. Inglês fluente, francês avançado. Também diretora, roteirista e montadora de 5 curtas: “Aqui Jaz” (prêmio ‘melhor atriz de curta’ p/ Brenda Ligia no CinePE 2017), “Rabutaia”, entre outros. Contato: brenda.ligia@hotmail.com

16 de abril de 2009

Entre os muros da escola


Assisti. Gostei. Francês. Um pouco longo, mas muito bom. Bem real. Tem atores não-atores e tal. E os atores (mesmo) - o que é um "ator- mesmo"? - são incríveis.

Enfim. No filme tem um aluno chamado Souleymane (africano), que não escreve redação sobre si, devido a sua filosofia (ou ideologia?). Ele tem uma tatuagem no braço, e, em dado momento, quando incitado a falar sobre si publicamente, recusa, e usa sua tatuagem para explicar o porquê de calar.

Explica que carrega tatuado no braço um provérbio africano (tem gente que pesquisa provérbio africano!) que diz que deve-se calar quando a palavra a ser dita não supera a dignidade do silêncio. Lindo.

É mais ou menos isso. E é ótimo.
Por isso, hoje uso palavras de outros. De mim, imagens e silêncio...

"O nosso medo mais profundo não é sermos inadequados. O nosso medo mais profundo é de que somos poderosos além da conta. É a nossa luz, não a nossa escuridão, que nos amedronta.
Nós nos perguntamos: quem sou eu para ser deslumbrante, talentoso e incrível? Na verdade, quem é você para não ser? Você é um filho de Deus. Fazer um papel menor, nada acrescenta ao mundo. Não há nada de iluminador em encolher-se de tal modo que as pessoas não se sintam inseguras diante de você.
Nós nascemos para expressar a glória de Deus dentro de nós. E ao permitirmos que nossa luz brilhe, inconscientemente damos aos outros a permissão de fazer o mesmo."
Nelson Mandela


"Uéééé... uéééé... uéééé... glup glup glup... gorf. Zzzzz.... prrrrr! Uéééé ué uééé... glup glup glup... zzzzzz... prrrrf"
Paulo Henrique Meneses Miguel

Nenhum comentário: